Topo
Swim Channel

Swim Channel

Categorias

Histórico

O bad boy ataca novamente

swimchannel

23/07/2019 14h26

O terceiro dia do Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de Gwangju foi novamente marcado por confusões e protestos. E se falou em confusão, tem Sun Yang no meio. O astro chinês foi de novo o centro das atenções após novas polêmicas no pódio e escancarou para o mundo seu lado bad boy.

Na prova dos 200m livre o lituano Danas Rapysis havia vencido dentro d'água, conquistando o primeiro ouro da história da Lituânia na natação masculina. Porém, alguns minutos depois foi anunciada sua desclassificação. A razão foi fora d'água. Antes da largada ele se mexeu no bloco, a arbitragem viu e corretamente o desclassificou.

O ouro então foi para Sun Yang que havia terminado na segunda colocação com 1min44s93. O chinês celebrou na água a conquista e na cerimônia de premiação foi o centro das atenções. Yang cumprimentou o vice-campeão Katsuhiro Matsumoto e um dos medalhistas de bronze, o russo Martin Malyutin. Para o outro medalhista nada de sorriso ou aperto de mão. Um grito de provocação e a frase "você perdeu, eu ganhei" (veja o vídeo acima).

Scott negou-se a posar para fotos com o chinês. A atitude do britânico pode acarretar em uma advertência assim como Mack Horton e a Federação Australiana levaram ontem pela ação semelhante no pódio dos 400m livre. Já Yang também poderá ser advertido pela provocação e ganha mais um inimigo declarado. Um ídolo para alguns, anti-herói para outros, vem se tornando até o momento a grande atração deste campeonato pelas suas atitudes polêmicas. Uma batata quente, muito quente, nas mãos da FINA.

 

Felipe Lima nadou ao lado de Adam Peaty – Foto: Satiro Sodré

Brasileiros avançam nos 50m peito

Amanhã a final dos 50m peito pode ser histórica para a natação brasileira. Felipe Lima e João Gomes Júnior conseguiram se classificar e tentarão ir ao pódio juntos. Se isso acontecer será inédito, já que nunca tivemos dois brasileiros no pódio na mesma prova. Felipe foi melhor, conseguiu o melhor tempo com 26s62 e João o quinto com 26s84. Ambos sabem que os lugares disponíveis no pódio são a prata e bronze. Adam Peaty sobrou mais uma vez com 26s11 e sua meta amanhã é superar o recorde mundial.

 

Leonardo de Deus – Foto: Satiro Sodré

Leonardo de Deus em quarto

Nos 200m borboleta Leonardo de Deus conseguiu avançar mais uma vez para uma final de Mundial. O brasileiro fez uma boa prova bem estratégica, dividindo bem suas parciais e conseguiu avançar com 1min55s71. O tempo deixa o brasileiro bem posicionado na final, mas ele sabe que precisará ser mais veloz para conseguir avançar. O outro nadador do país na semifinal, Luiz Altamir, não conseguiu passar e parou na semifinal com 1min57s43. O melhor tempo é do favorito ao ouro Kristof Milak: 1min52s96. O húngaro sobrou e parece estar reservando tudo para amanhã.

 

Xu Jiyau – Foto – Quinn Rooney/Getty Images

Chinês vence e americanos fora do pódio

Nos 100m costas depois de oito anos (desde o Mundial de Xangai-2011) não tivemos um americano no pódio. Os últimos campeões olímpicos Ryan Murphy e Matt Grevers não nadaram bem em uma prova abaixo do esperado e terminaram respectivamente em 4º e 5º lugares. O ouro ficou com o chinês Xu Jiayu que fez o suficiente para ganhar com 52s43. O pódio teve ainda Evgeny Rilov com a prata e Mitch Larkin com o bronze com 52s67 e 52s77 respectivamente. Guilherme Guido passou forte, mas cansou no final e foi o sétimo colocado com 53s26. Em entrevista ao SporTV o brasileiro disse que acredita que os finalistas de hoje estarão juntos novamente nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

 

Lilly King e Yulia Efimova – Foto: Petr David Josek/AP Photo

No duelo entre rivais, melhor para King

Outra rivalidade onde sai faísca da água é entre Lilly King e Yulia Efimova. Desafetas desde os Jogos do Rio-2016, elas disputaram metro a metro a medalha de ouro nos 100m peito e a americana levou a melhor mais uma vez. King soube finalizar melhor e venceu nos últimos cinco metros com a marca de 1min04s93 contra 1min05s49 da adversária. Ao fim da prova elas se cumprimentaram de forma cordial, tanto na piscina, quanto no pódio. Na luta pela medalha de bronze melhor para a italiana Martina Carraro com 1min06s36, quatro centésimos a frente da japonesa Reona Aoki.

 

Pódio dos 100m costas – Foto: Reprodução

Bicampeonato para Klyie Masse

Atual campeã mundial, a canadense Klyie Masse superou uma fortíssima concorrência e graças ao seu ótimo fim de prova e venceu mais uma vez os 100m costas desta vez com 58s60, dez centésimos mais lento que fez ontem na semifinal. A prata ficou com a australiana Minna Atherton com 58s85 e o bronze com a americana Olivia Smoliga com 58s91. A canadense Taylor Ruck que passou os primeiros 50 metros na liderança cansou e fechou na quarta colocação com 58s96, apenas quatro centésimos do pódio.

 

Pódio dos 1500m livre feminino – Foto: Reprodução

Itália brilhando no fundo…

Os italianos vêm tendo grande desempenho nas provas de fundo. Após a boa campanha nas águas abertas, a Azurra brilhou também nos 1500m livre feminino. Aproveitando a ausência de Katie Ledecky, que esta doente e pode não nadar mais em Gwangju, Simona Quadarella sobressaiu na disputa e impôs uma grande vantagem para conquistar seu primeiro ouro em Mundiais. A italiana, que se emocionou com a conquista, venceu com 15min40s89, um tempo até alto, mas o suficiente para o título. Prata para a alemã Sarah Köhler com 15min48s83 e bronze para chinesa Wang Jianjiahe com 15min51s00.

 

Federica Pellegrini – Foto: Reprodução

… e nos 200m livre

Quem também foi bem neste terceiro dia de finais foi a diva Federica Pellegrini. Presente no pódio desde o Mundial de Montreal-2005, ela quer ampliar sua coleção de medalhas e liderou a semifinal com o tempo de 1min55s14. A italiana terá concorrência pesada como Sarah Sjöström, Ariarne Titmus e Penny Oleksiak. Uma curiosidade é que nas eliminatórias tivemos muitas desistência como Katie Ledecky, Taylor Ruck e Emma McKeon, além de Katinka Hosszu ter parado nas eliminatórias.

 

Logo mais acontece o quarto dia de eliminatórias do Mundial com as provas de 50m costas feminino, 100m livre masculino, 200m medley feminino, 200m borboleta feminino e 4x100m medley misto. As provas tem início a partir das 22h com transmissão do Sportv. Os resultados deste terceiro dia de finais já estão disponíveis no site da Omega Timing. Clique aqui para conferir.

Sobre o Autor

Daniel Takata
Redator da Revista Swim Channel. Tem colaborado com os principais veículos impressos e eletrônicos sobre natação e vem comentando competições no SporTV.

Guilherme Freitas
Jornalista da Revista Swim Channel e correspondente internacional de imprensa da FINA (Federação internacional de Natação), formado pela FMU e pós-graduado em Globalização pela Escola de Sociologia e Política.

Patrick Winkler
Editor- Chefe da Revista Swim Channel, Colunista da Radio Bradesco Esportes FM. Graduado em administração de empresas na Universidade Mackenzie, e pós-graduado em Gestão do Esporte pelo Instituto Trevisan.

Mayra Siqueira
Repórter da Revista Swim Channel e jornalista esportiva da Rádio CBN. É correspondente da FINA (Federação internacional de Natação) no Brasil e é colunista de natação para o Blog Esporte Fino, da Carta Capital.

Sobre o Blog

A Swim Channel é uma editora formada por nadadores que escreve exclusivamente sobre natação sendo eleita a melhor revista do segmento no mundo inteiro no ano de 2012. Através deste Blog, consegue fomentar noticias diárias aumentando o alcance do conteúdo editorial. Acompanhe entrevistas com atletas e personalidades, cobertura dos principais eventos, análises das diversas áreas relacionadas a nossa modalidade.